O que faz de um site bom ou mau?

O que faz de um site bom ou mau é uma pergunta que muitos empresários fazem. Desde o início da internet que se verificam grandes mudanças em relação aos sites e blogs. O objectivo deste artigo, é mostrar alguns elementos que fazem com que alguns sites sejam considerados maus aos olhos dos utilizadores nos dias de hoje.

#1. Nome do site (domínio)

Uma das primeiras coisas em que devemos pensar, diz respeito ao nome (domínio) escolhido para o site. Será através dele que ficará conhecido na web e certamente deve ter alguma relação com o conteúdo proposto, evitando utilizar um número grande de palavras ou ainda palavras difíceis de pronunciar. É importante também pensar que é através desse nome que serão criadas as urls (links do site), pelo que não deve ser algo extremamente difícil de lembrar e reproduzir.

#2. Site com excesso de informações

Já passou o tempo em que sites que disponibilizavam o maior número de recursos. era considerado bom e útil. Muitas coisas não se fazem mais nos modelos atuais, a menos que o seu site represente uma rádio ou algo parecido, evite colocar músicas que tocam sozinhas. Evite imagens muito pesadas sem propósito real, vídeos que não tenham a ver com o conteúdo retratado, muitas cores contrastantes, banners que surgem a todo momento e ainda calendários ou widgets realmente desnecessários. Tudo isto, além de deixar o site com um aspecto amador, não passar credibilidade e irá prejudicar o desempenho no ranqueamento dos motores de buscas, nomeadamente o google.

#3. Conteúdo irrelevante no site

Um site é pautado em cima do conteúdo que é produzido nele, mesmo que seja uma loja virtual, site de uma empresa ou produto. No site é criado um conteúdo específico e os consumidores estão muito exigentes em relação às informações prestadas. Muitos sites focam-se mais em quantidade do que na qualidade, o que acaba por diminuir a expectativa dos utilizadores, que certamente não ficarão com uma boa impressão.

#4. Conteúdo misturado

Uma boa dica é ter versatilidade nos assuntos tratados no site. No entanto, se o site trata de um assunto especifico, o ideal é manter sempre a mesma linha. Alguns sites de entretenimento embora tratem de muitos assuntos ao mesmo tempo, fazem isso de maneira muito inteligente, separando os temas em categorias.

#5. Site não responsivo

Com certeza que um site mau é o site não responsivo. Actualmente já não é pelo computador que as pessoas acedem na sua maioria à internet; os dispositivos móveis já fazem há algum tempo do quotidiano dos utilizadores, o que faz com que a maior parte das pesquisas e consultas na web, são feitas por telemóveis e tablets. Um site responsivo faz com que seja aberto e correctamente visualizado e navegado, em diferentes plataformas e diferentes resoluções, facilitando o acesso e leitura do mesmo, sendo algo essencial para qualquer site.

#6. Site inacessível

Um bom site deve estar disponível (entenda-se, on-line) quase que 100% do tempo. Um utilizador não tem paciência para entrar num site várias vezes com o objectivo de descobrir se ele está acessível ou não; na primeira oportunidade ele já vai à procura de outro site que lhe dê as mesmas informações. Por isso é tão importante colocar o seu site numa boa plataforma e estável.

O alojamento web tem papel fundamental nesse requisito, sendo de extrema importância que todos os arquivos do site estejam num bom servidor e que permita que o site esteja sempre acessível.

#7. Navegação confusa

Uma das características essenciais de um bom site, prende-se com o nível de facilidade que o utilizador tem em encontrar as informações que procura. O site deve oferecer uma boa navegação ao visitante, sendo de extrema importância colocar uma caixa de pesquisa para conteúdos internos, de forma que os seus leitores possam encontrar ainda com mais facilidade o que procuram.

#8. Design do site incompatível

O design do seu site (layout) deve seguir a linha proposta do conteúdo do se site. Existem dezenas de modelos de layouts na internet e cada um será adequado a um tipo de projecto. Cabe-lhe a si seleccionar o melhor e fazer modificações de acordo com as suas necessidades, ou contratar um profissional habilitado para isso.

#9. Site demasiadamente lento

Se o seu site possuir bastante fotografias e em boa resolução, é natural que ele fique mais pesado e por consequência, demore mais para abrir. Em todo caso, o ideal é que independente disso, essas imagens sejam optimizadas, de modo a que fiquem mais leves e o site mais rápido.

O cuidado não é somente com imagens; todo o código do site deve ser pensando para ser o mais ágil possível, fazendo com que os visitantes mesmo sem uma excelente conexão com a internet, também consigam abrir o site sem problemas .

É importante lembrar que a maioria dos utilizadores acedem pelos smartphones, o que em muitos casos a velocidade é baixíssima e o Google também leva isso em consideração ao entregar os resultados nas pesquisas.

#10. Falta de manutenção do site

Um site sem manutenção é um site “morto”. As novidades chegam a todo momento, a internet está em constante transformação; por isso deixar um site sem manutenção não é nem de longe uma boa ideia, ainda mais para o manter bem posicionado nos resultados de pesquisas.

#11. Site não funciona em todos os navegadores

Um bom site é capaz de abrir e sem erros nos principais navegadores da internet. Se o seu site apresenta algum problema de visualização nesse aspecto, é bom fazer uma revisão no seu código e solucionar o problema o mais rápido possível.

Depois de verificar todos esses pontos, pode finalmente analisar a estrutura do seu site, identificar se está ou não dentro dessas características citadas e corrigir os pontos falhados. Dessa forma, o seu site terá maiores probabilidades de atrair um número bem maior de visitantes.

Está a precisar de um bom web designer para ter o site que o seu negócio precisa? Contacte-me agora mesmo!

Tel. 925 793 069
[email protected]

0 Comentários

Deixe um Comentário

Quer juntar-se ao debate?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *